Separação

Separação

As mais variadas razões levam as pessoas a se separar.

Casos extraconjugais não perdoados, estagnação, conflitos acumulados e muitas outras.

O que diferencia cada uma delas é estar amando ou ter deixado de amar.

Quando não existe mais amor nossos sentimentos vão da culpa a tristeza pelo termino e pelo outro.

Quando o amor esta presente, a situação muda, sendo um maior desafio.

Mas, porque separar quando ainda existe amor?

Temos necessidades que devemos externar, senão o outro nunca saberá o que precisamos não podendo supri-las.

Necessidades externadas que se tornam cobranças fazem pressão e acabam sendo um peso para o outro que não quer ou não pode dar o que lhe falta.

Quando isto acontece temos 2 opções: Sublimarmos o que queremos ou nos afastarmos. Ficar significaria relevar sua carência, tendo consequências físicas ou reações futuras que preferiria evitar. O vazio seria substituído por ressentimentos, mágoa e negação de si mesmo.

O que eu estou querendo dizer é que não importa quantos relacionamentos você tenha no decorrer da sua vida, mas como você se sentiu em cada um deles e o que ficou.

Quando o termino esta anunciado, melhor que seja baseado na decisão de se afastar por não ter recebido o que precisava ao invés de aceitar o que não quer e deixar que a ferida aumente a cada dia.

Não olhe para traz pensando que mais uma vez não deu certo, e quando alguém lhe perguntar como anda seu relacionamento R.E.D.E, diga que acabou, mas foi infinito enquanto durou.

Tenha uma ótima semana!

Você também pode gostar

Deixe um Comentário